Escuridão que nos consome

Que procuras tu na noite?
Escuridão, essa que desgasta até ao nascer do dia,
Fortuito tentar saciar o insaciável com pequenos deleites,
Momentâneo desejo, que satisfaz mas nunca preenche,
Emoção forte, que deslumbra mas não encanta realmente,
Supérflua beleza, que ofusca sem que possas perceber.
E quantas vezes, quando tudo passa,
Inconscientemente te debates…porquê? Para quê?

O que procuras tu na noite que não encontras de dia?
Essa alegria vazia e podre, na noite conquistada,
No ruído que se apodera do silêncio esquecido,
A falsa felicidade, que te abraça sem te completar,
Que vai e vem, que desaparece no novo despertar,
Permanecendo o deserto do que somos, do que és.

Quando procuras tu a noite, sem que te apeteça o dia?
Quando já é mais forte do que tu, um vicio, para ti uma rotina,
Quando, como se o hoje fosse o último, e amanhã não existisse,
E imprudente, o máximo queres usufruir atordoado de adrenalina,
Quando tudo, no teu excessivo desespero, parece perdido,
E na ressaca do que és, só a noite quer fazer sentido.

Quem és tu de noite que não és de dia?
Um vulto da tua autêntica personalidade,
Uma incoerência do teu verdadeiro eu,
Uma alma confusa, de genuíno amor carente,
Dúbia liberdade desinibida, na noite instigada,
Uma loucura que se nos agarra ao coração!
Que nos domina sem evidente resistência,
Possivelmente nos agrade essa sensação,
Faltando-nos a frieza de lhe dizer não!

Se só muda da claridade para a escuridão,
O que podes tu de noite, que não podes de dia?
Nada! Só as sombras mudam de direção!
O dia termina onde a noite começa,
E principia quando a noite conclui,
Ambos finitos num constante infinito conflito,
Incomensurável busca de felicidade, amor e bem-estar,
Neste nosso terreno limitado mundo

És feliz assim?
Coerência é preciso, seja noite ou dia,
Sem que a ti mesmo te iludas,
Sê tu mesmo, contraia essa agonia.
Redescobre o essencial,
Procura o eterno no eterno,
A verdade na verdade,
O amor no amor,
Só assim se consegue
essa ilimitada alegria!

O que procuras tu na noite?
Calma, dorme agora,
Amanhã também é dia!

 

    JPVG

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s