INSANO

O despertador toca,
Acordo, sobressaltado!
Estou deitado,
Em pensamentos embriagado,
Decifro como aqui cheguei,
Recordo quem sou e onde estou,
Foi real ou apenas sonhei?
Acordo!
Derrotado por este pesadelo infinito,
Num constante interior conflito,
Tão minuciosamente compenetrado,
Que tudo o que me rodeia deixa de existir,
Seria mais fácil à loucura sucumbir,
Do que esta luta interminável dia a dia repetir,
Acordo finalmente…
Sonâmbulo,
Nesta insanidade que me consome lentamente.
                                                                          JPVG

Anúncios